Lunes, 21 Agosto 2017
Ultimas noticias
Casa » Defesa de Lula entra com primeiro recurso contra condenação

Defesa de Lula entra com primeiro recurso contra condenação

16 Julio 2017

Um dos exemplos de contradição na sentença, de acordo com o recurso, é a desqualificação de instrumentos e instituições de auditoria que não detectaram atos de corrupção ligados ao ex-presidente Lula.

O ex-presidente Lula ainda é réu em quatro processos na Justiça.

"O cenário apresentado pela sentença se torna ainda mais temerário quando se verifica que este juízo, na ausência de provas da acusação, toma como verdadeiras as afirmações de pessoas que, por circunstâncias diversas, não merecem maior credibilidade nas afirmações lançadas nestes autos - como o colaborador Delcídio do Amaral, além de Pedro Corrêa e Léo Pinheiro", diz trecho do recurso.

A ideia do petista, que já começa a acarretar enorme "polêmica", trata-se de apresentar uma emenda no Congresso Nacional, em especial na Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Reforma Política da Casa, ao qual o deputado supra-citado faz parte, com a inclusão em seu relatório constando que a partir da próxima eleição presidencial de 2018, seja impedida a prisão de candidatos com até oito meses de antecedência da realização do pleito.

Conheça o inteiro teor do recurso. "Nós vamos recorrer em todas as instâncias de todas as arbitrariedades". Se realmente isso tivesse ocorrido haveria um fundamento jurídico para o enquadramento de Lula como autor de um crime e para sua consequente condenação juridicamente correta. "Parece o julgador pressupor que dezenas de testemunhas não merecem credibilidade e que somente alguns delatores ou candidatos a delatores - nos trechos alinhados com a hipótese acusatória - falaram a verdade", aponta os advogados. "Quem tem direito de decretar meu fim é o povo brasileiro", finalizou. Permita que alguém cuide desse povo porque ele não está precisando ser governado pela elite, mas por alguém que conheça a alma dele e saiba o que é a fome e o desemprego e a vida dura que leva o povo pobre desse país.

Se a decisão do juiz Sérgio Moro for confirmada até lá, Lula não poderá disputar as eleições.

"Qual o critério para se dar total credibilidade a um coacusado buscando redução de pena [o executivo Leo Pinheiro, da OAS] e se descartar a veracidade de um ex-presidente da Petrobras [Sergio Gabrielli, que depôs como testemunha de defesa]?", questionam os advogados. "Pela condenação, de 19 anos sem exercer um cargo público, significa que ele está permitindo que eu vá ser candidato em 2036".

Defesa de Lula entra com primeiro recurso contra condenação